Meu Diário | Dia 2: O SIMPLES PODE SER PRECIOSO

Hoje vou contar para vocês como foi o meu dia e, com este post, espero lhes mostrar que não precisamos viver o extraordinário para nos sentirmos realizadas.

simplicidade

5:50 da manhã


Acordei com o som das patinhas da Xin andando no chão de madeira. Se não fosse por ela, eu provavelmente teria embalado no sono e, já no segundo dia, quebraria a criação do hábito de acordar um pouco mais cedo. Obrigada, Xinzinha! :) Uma leve claridade já começava a despontar e entrar pelas frestas da janela, e pude ver meu livro sobre a mesa de cabeceira. Ontem à noite, como quase sempre acontece, adormeci lendo e, então, meu marido se encarregou de tirar o livro de cima do meu rosto (haha!) e apagar o abajur.


Vocês também gostam de ler antes de dormir? Eu amo, mas em determinado ponto a leitura prazerosa acaba virando quase uma luta em que tento com todas as minhas forças manter os olhos abertos e compreender o que aquelas palavras significam. E, claro, eu sempre perco essa batalha!

Estou lendo A Pequena Livraria dos Sonhos da Jenny Colgan e estou adorando o livro. É o tipo de leitura perfeita para quem é apaixonada pelo universo dos livros.

Isso me lembra, inclusive, do filme Mensagem para Você, que vi com as meninas do Pequeno Clube da Leveza sábado passado. Gente, tem como assistir a este filme e não querer ter também uma livrariazinha charmosa como a da Kathleen Kelly? Bem, mas voltando à minha manhã, apesar de não ter acordado tão cedo quanto ontem, ainda assim tive uma hora para curtir a casa silenciosa escrevendo um pouco e tomando café preto. Que gostoso está sendo isso :)

 

8:00 da manhã


Nosso café da manhã foi algo que eu simplesmente adoro: pizza do dia anterior! Meu marido preparou num tipo de forma/frigideira chamada Fulgor, que ganhamos dos meus pais, e a pizza ficou ainda mais gostosa do que estava na noite de ontem: a massa bem crocante, o recheio bem cremoso. Depois do café, me caiu a ficha de que hoje era sábado. Não tínhamos nenhum plano, não iríamos fazer nada de diferente. Na verdade hoje deveríamos estar numa viagem, porém precisei remarcar algumas aulas para poder estar com a minha filha. Ela não estava doentinha, nada disso, mas precisava de mim, da minha atenção. E eu não lhe neguei esse acolhimento.

Bem, mas precisar remarcar as aulas significou que tivemos de deixar de viajar. Falei sobre isso no Instagram, sobre como é importante percebermos as nossas prioridades e cuidarmos do que realmente nos é precioso. E agora falo sobre outra reflexão que tive a partir desse acontecimento: viajar é, sim, uma delícia e eu amo, mas não precisamos viver o extraordinário para estarmos contentes.


Podemos encontrar felicidade dentro dos nossos dias mais comuns, dentro das nossas rotinas que pouco se alteram, dentro do nosso cotidiano que parece tão banal às vezes, mas que é repleto de pequenos encantamentos.

E hoje foi mais um desses dias comuns que, com leveza e um olhar carinhoso, conseguimos transformar em um sábado encantador. Minha mãe tem um poema que amo e que fala exatamente sobre isso. Um dos trechos dele diz o seguinte: acordei... pensando... em tornar esse dia

uma lembrança querida! E foi isso que fizemos.♡

 

12:30


Aos sábados costumamos pedir delivery para o almoço porém, como já pedimos pizza ontem, resolvemos nós mesmos preparar algo em casa. Meu marido é um ótimo cozinheiro: ele consegue transformar aquilo que já temos em casa em pratos realmente deliciosos.

bacalhau

Tínhamos algumas lascas de bacalhau que compramos há um tempo e, com um pouco de criatividade e usando ingredientes simples da geladeira, um almoço incrível foi servido.

 

2h30 da tarde


Tenho várias ressalvas em relação a crianças e telas, mas isso fica para uma outra postagem. Hoje quero compartilhar sobre algo muito gostoso que fizemos depois do almoço: uma pequena sessão de cinema com a Alice na nossa sala. Fizemos pipoca (sim, conseguimos comer depois de todo aquele bacalhau haha!) e assistimos a um filme da Tinkerbell. Fiquei pensando: como pode algo tão simples ser, na verdade, um momento realmente precioso? Fico me repetindo, eu sei.


Mas é apenas para lhes reafirmar que o encanto está sempre muito presente na simplicidade.
 

4h30 da tarde


Tive um encontro on-line muito gostoso com uma amiga que conheci através do Instagram. Ela, como tantas meninas que conheci pela internet, é uma pessoa encantadora que, se não fosse pelas redes sociais, eu provavelmente jamais teria encontrado. Instagram pode ser um lugar de conexões, aprendizados e inspirações.


Usar as redes sociais com cuidado e propósito pode nos levar a criar laços significativos e fazer amizades valiosas.

Sou muita grata por isso, muita grata por ter você aqui, lendo estas minhas palavras.♡ Me conte, nos comentários, como é a sua relação com as redes sociais. Você consegue colher destes espaços on-line o que eles podem nos oferecer de bom? Hoje finalizo o post por aqui. Nossa noite está sendo gostosa e tranquila: neste momento em que escrevo, eu marido está assistindo a um filme ao meu lado. Vou, agora, me juntar a ele.


Desejo a você, minha querida leitora, um dia, uma semana, uma vida em que os pequenos detalhes cheios de encantamento sejam motivo de alegria e contentamento :)

Um beijo! Até amanhã!

Inscreva-se e receba inspirações para uma vida mais leve:

Obrigada por se inscrever!

me acompanhe pelo instagram:

  • Instagram Andréia Janecek
  • Podcast Café da Tarde

ARQUIVO DE POSTS