Perguntas de Vocês | NÃO GOSTO DE CUIDAR DA CASA. E AGORA?

Será que podemos aprender a executar as tarefas do lar com prazer e leveza? Conto para vocês sobre a minha experiência, mas já lhes adianto: é possível, sim!

andréia janecek

Recebi a seguinte pergunta em uma caixinha anônima:


Nunca gostei de atividades domésticas e sempre tive ajuda paga para fazer tudo: desde limpar, arrumar, organizar, até cozinhar. Passamos por uma fase difícil e estamos precisando economizar, ou seja, precisei começar a fazer o serviço da casa. Dá para ter mais leveza?


Vamos lá.

Antes de mais nada, quero lhes dizer que são poucas as pessoas que sentem um apreço natural por executar todas as atividades da casa.

Em geral, temos as nossas preferências. Eu, por exemplo, adoro organizar a casa e também gosto de preparar comida.

Mas não sou, de forma alguma, a maior fã das limpezas pesadas! haha! (já, já conto como faço em relação a esse tipo de tarefa)


No caso da moça da mensagem, como ela sempre teve ajuda com todas as tarefas, talvez não tenha tido a oportunidade de "conhecer a fundo" cada uma delas e perceber quais atividades podem lhe ser prazerosas.


Eu mesma só fui descobrir o prazer de cozinhar todos os dias (e várias vezes por dia) depois que a minha filha começou a introdução alimentar. Antes disso, cozinhar era um evento, algo que eu fazia em situações especiais. Eu vivia a base de muito delivery e várias idas a restaurantes.


Hoje percebo claramente como a nossa alimentação atual é muito mais saudável. E não apenas saudável porque a comida que eu preparo é nutritiva. Essa mudança de atitude fez com que a gente economizasse grandemente (afinal, delivery e restaurantes são pra lá de dispendiosos) e, além disso, comecei a me sentir realmente realizada por poder fazer, com minhas próprias mãos, algo que nutrisse e levasse prazer à minha família e a mim mesma.

Muitas vezes, como aconteceu comigo, conforme vamos criando o hábito de cuidar do lar, várias atividades que, até então nos pareciam enfadonhas, passam a ser executadas por nós com alegria genuína.

Tudo muito lindo, né? Mas e quando realmente não gostamos de fazer alguma tarefa?

Fazemos mesmo assim! haha! Mas calma, tenho dicas para que a realização dessas atividades chatinhas possa se tornar mais leve.


Antes de continuar, porém, quero lhes dizer que, quando quisermos (e pudermos, claro), é ótimo contarmos com facilitadores da leveza. Estes facilitadores podem ser desde ajuda (paga ou de quem mora com você) para a execução de determinadas tarefas ou até mesmo aparelhos e técnicas que te salvem tempo.

Como vocês que me acompanham pelo Instagram sabem, eu tenho um robozinho aspirador, e ele me poupa grande tempo e trabalho.

Além disso, meu marido realiza diversas tarefas que me são mais pesadas, como a faxina rigorosa dos banheiros e os cuidados com o jardim.


Mas vamos pensar aqui nas tarefas que, mesmo nos sendo penosas, dependem de nós para serem realizadas.

Sempre que me vejo diante desse tipo de atividade mais chatinha, pego meus fones e começo a ouvir algum podcast alto-astral e inspirador. Vou viajando e refletindo sobre o que o que está sendo dito no episódio e, quando percebo, pronto: tarefa concluída!

Outra sugestão de algo que funciona superbem aqui é dividir as atividades pela semana. Quando fazemos um pouquinho por dia (em vez de acumularmos tudo para o famoso dia da faxina), tudo fica mais leve e fácil.

 

Agora, minhas queridas leitoras, me contem: Como é a relação de vocês com os cuidados com o lar?

Vocês têm alguma dica a compartilhar?

(Ao comentar, não se esqueça de escrever qual é o @ do seu Instagram ou o link para o seu blog ♡)

Inscreva-se e receba inspirações para uma vida mais leve:

Obrigada por se inscrever!

me acompanhe pelo instagram:

  • Instagram Andréia Janecek
  • Podcast Café da Tarde

ARQUIVO DE POSTS